Notícias

Aquablaçao – Técnica promissora para tratamento de próstatas aumentadas de volume

Uma técnica inovadora para tratar os sintomas do aparelho urinário inferior em homens com Hiperplasia Begnina da Próstata (HBP) e próstatas volumosas, está a motivar comentários positivos por parte da classe médica norte-americana que vê com bons olhos os primeiros resultados do ensaio clinico Water II, realizado por uma equipa de cientistas da Universidade da Califórnia, liderada por Faysal A. Yafi.

De acodo com o estudo, a nova tecnologia, denominada Aquablação, utiliza jactos de água guiados por robô para remover o excesso de tecido prostático, técnica que parece ter efeitos positivos no aparelho urinário em homens com prostata aumentada e HBP.

O ensaio clinico foi realizado durante 3 meses junto de 79 homens norte-americanos com os problemas referidos e, segundo a Reuters Health com base em relatos dos cientistas no International Journal of Impotence Research, os dados relativos ao score internacional de sintomas prostáticos (IPSS) mostram uma “diminuição significativa de 23,7 antes do tratamento para 11,8 um mês após o tratamento e 7,1 após três meses”, enquanto que os índices relativos à de qualidade de vida “melhoraram de 4,6 antes da aquablação para 2,7 e 1,9 em um e três meses, respectivamente”.

O fluxo máximo e os volumes residuais pós-miccionais também melhoraram significativamente aos três meses após a aquablação.

Para os clínicos, no entanto, existem algumas limitações do WATER II, uma vez que se trata de “um estudo sem grupo de controle, seja placebo ou qualquer outra modalidade de tratamento bem reconhecida para próstatas volumosas", acrescentando que por isso são necessários dados de longo prazo relativos à eficácia e segurança da nova tecnologia, para validar ainda mais a Aquablação como opção de tratamento para homens próstatas aumentadas e HBP.