Viver com Hiperplasia na Próstata: a doença tem tratamento

A palavra hiperplasia traduz aumento do número de células de um ou vários tecidos de um órgão.  

Quando atinge a próstata, chama-se hiperplasia benigna da próstata e tem como consequência o aumento do volume deste órgão. 

Trata-se de uma doença benigna, também designada Aumento Benigno da Próstata (antigamente o termo mais usado era Hipertrofia Benigna). 

Os sintomas influenciam – em maior ou menor grau - a vida dos doentes. No entanto, existem vários tratamentos para este problema. 

 

Qual a função da Próstata?

A próstata é um órgão que faz parte do aparelho genital masculino que se localiza por baixo da bexiga.  

É uma glândula sexual exclusivamente masculina cuja principal função é produzir uma secreção que protege os espermatozoides. 

Por norma, apresenta dimensões semelhantes a uma castanha ou a uma noz, mas o seu tamanho pode depender de pessoa para pessoa. 

O tamanho da próstata varia consoante a idade: à medida que o homem envelhece, o tamanho da próstata tende a aumentar.

 

O que é a Hiperplasia da Próstata?

Esta patologia é mais conhecida por Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP). 

Ocorre quando as células da próstata se reproduzem de forma descontrolada, sobretudo, por acção da hormona masculina testosterona.  

Este crescimento anormal provoca o aumento do volume da glândula prostática. 

Como o canal da uretra passa por dentro da próstata, o aumento de volume da próstata condiciona a passagem da urina

Geralmente, esta patologia afecta os homens acima dos 50 anos.

 

De que forma a Hiperplasia da Próstata afecta a vida dos doentes?

Esta doença é responsável por diversas queixas relacionadas com o aparelho urinário, designadas por LUTS (Lower Urinary Tract Symptoms). 

As queixas são incomodativas e resultam da obstrução devida ao aumento de volume da próstata.  

Os sintomas podem ser divididos em 3 grupos: sintomas de esvaziamento, enchimento e pós-miccionais. Significa que podem afectar o processo miccional da seguinte forma: 

  • Dificultar a saída do jacto urinário, enfraquecendo-o ou dificultando o início do processo;
  • Contribuir para a dificuldade em conter a urina, aumentando o número de micções ao longo do dia ou até durante a noite;
  • Proporcionar sensações desfavoráveis após a micção, como o gotejo ou a sensação de não esvaziamento.

Todos estes sintomas contribuem para a presença de constrangimentos e, em muitos casos, para a diminuição da qualidade de vida no geral e da qualidade do sono - fruto da constante necessidade de urinar. 

Além do mais, pode afectar a componente social, íntima e até mesmo laboral, pois muitas vezes é necessário, por exemplo, interromper as actividades de trabalho. 

É normal que os doentes com hiperplasia da próstata alterem os hábitos ou até evitem certos locais ou eventos sociais, por causa do desconforto sentido.  

Se vive com esta doença, ou começa a notar os sintomas, marque uma consulta. O diagnóstico é rápido e a medicina oferece vários tratamentos.

Viver Com Displasia Da Prostata A Doenca Tem Tratamento

 

Como é Feito o Diagnóstico da Hiperplasia da Próstata?

Mesmo que o doente não apresente sintomas, pode ter uma próstata aumentada. Nem sempre há uma sintomatologia associada.  

O diagnóstico faz-se através de um conjunto de avaliações.  

Em primeiro lugar, é preciso conhecer a história clínica do doente, nomeadamente quanto à duração dos sintomas e sua evolução, bem como a forma como afecta a vida no geral. 

Além disso, outra forma de diagnóstico de extrema importância é o toque rectal. Este exame permite averiguar (e confirmar) se existe alguma alteração do órgão quanto aos seguintes fatores: 

  • Volume;
  • Consistência;
  • Superfície e regularidade; 
  • Existência de nódulos ou zonas dolorosas. 

Podem ser pedidos exames complementares de diagnóstico se o médico achar necessário. Por norma, os que estão na linha da frente são uma análise ao sangue para detectar as concentrações do PSA - antigénio específico prostático e a ecografia da próstata. Valores aumentados podem sugerir a presença da doença ou de cancro da próstata.

 

De que forma a hiperplasia da próstata pode ser tratada para devolver qualidade de vida?

Os sintomas que limitam a vida diária e causa constrangimentos podem ser solucionados através do recurso a várias técnicas terapêuticas.

O momento em que o diagnóstico é efectuado determina o tipo de tratamento. 

Se o doente é diagnosticado numa fase inicial, em que apresenta poucos sintomas, apenas precisa de ser vigiado e controlado de forma periódica.

Para os restantes casos, em que os sintomas são mais expressivos, os métodos terapêuticos incluem:  

  • Para casos moderados: tratamento farmacológico com alfa-bloqueantes, inibidores 5 alfa-redutase, e fitoterapia para os casos de sintomas ligeiros a moderados; 
  • Para quadros clínicos mais graves: terapias de Laser e procedimentos cirúrgicos, mais ou menos invasivos, como a técnica inovadora Rezum, cirurgia endoscópica, clássica aberta  ou laparoscópica. 

 

A Hiperplasia tem cura, mas o tratamento começa pelo diagnóstico

Existem outras patologias com sintomatologia semelhante à Hiperplasia Benigna da Próstata, daí a importância do despiste e diagnóstico rigoroso.  

Quanto mais precocemente for feito o diagnóstico, mais rapidamente começa o tratamento e se recupera a qualidade de vida perdida.  

O doente deixa de ir tantas vezes à casa de banho e interromper as suas atividades. Aproveita ao máximo o tempo em família ou com amigos sem constrangimentos. Sente-se aliviado depois de urinar, sem sintomas de retenção.  

Para além disso, um diagnóstico precoce torna o tratamento mais eficaz - evita que a doença progrida e cause complicações ainda mais graves.  

No Instituto da Próstata tratamos, todos os dias, doentes com esta patologia. Trata-se também. Comece pelo gesto mais simples, marque a sua consulta

Dr. José Santos Dias

Director Clínico do Instituto da Próstata

  • Licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
  • Especialista em Urologia
  • Fellow do European Board of Urology
  • Autor dos livros "Tudo o que sempre quis saber Sobre Próstata", "Urologia fundamental na Prática Clínica", "Urologia em 10 minutos", "Casos Clínicos de Urologia" e "Protocolos de Urgência em Urologia"

Artigos Relacionados

Como Tratar e quais os Tratamentos eficazes para a Prostatite Aguda

A Prostatite aguda é um estado inflamatório e/ou infeccioso da próstata que ocorre de forma abrupta.  Apesar de se tratar de uma doença benigna, a sua incidência afecta a qualidade de vida dos homens devido à intensa sintomatologia que...

Em que consiste o Tratamento de Braquiterapia para o Cancro da Próstata?

O Cancro da Próstata é uma doença oncológica que, nos dias de hoje, apresenta muitas opções de tratamento - que variam consoante o paciente e o tipo de tumor. Entre eles encontra-se a Braquiterapia, uma das técnicas que mais evoluiu...

Qual a importância do Exame PSA na prevenção do Cancro da Próstata?

Nas patologias que afectam a próstata, existem exames que permitem realizar um diagnóstico preciso e completo. O exame de PSA é uma das análises que fornece informações mais relevantes. Com estes dados torna-se possível prevenir...

Pedido de Marcação de Consulta