Ressonância Magnética Nuclear

O que é a Ressonância Magnética Nuclear?

A ressonância magnética (RM) ou ressonância magnética nuclear (RMN) é um método que permite a visualização dos órgãos internos do corpo humano, através de imagens.

Este exame é essencial para efectuar estudos neuro-imagiológicos do cérebro e medula, avaliação de doenças oncológicas (presença de tumores) e outras, nomeadamente do foro urológico (para observar alterações dos rins, bexiga ou próstata).

A RMN da próstata é utilizada como um método de diagnóstico que avalia esta glândula masculina, sendo muito importante em casos de algumas patologias graves, como tumores malignos deste orgão.

Com este exame o médico especialista consegue identificar nódulos ou áreas suspeitos, complementando posteriormente o diagnóstico, se necessário, com uma biópsia prostática trans-rectal.

Importância da Ressonância Magnética para as Patologias da Próstata

A Ressonância Magnética Nuclear, de preferência 3 TESLA, tem muito maior sensibilidade para a próstata do que a tomografia computadorizada.

É um exame muito útil e indispensável para definir o estadiamento de um tumor da próstata. Permite uma avaliação rigorosa da eventual extensão extra-prostática da doença e pode ainda ser útil para planificar a cirurgia a realizar, nos casos para os quais está indicada.

Este exame também pode evitar que o doente tenha de fazer uma biópsia, um método invasivo, se os aspectos imagiológicos na RMN forem muito favoráveis, muito pouco suspeitos. 

É sobretudo útil para avaliar eficazmente o tamanho e localização de tumores mais agressivos. 

Qual é o Procedimento da Ressonância Nuclear da Próstata?

Este exame é indolor, inócuo e o doente não corre riscos biológicos, por estar submetido ao campo magnético do equipamento que efectua a ressonância.

O doente é deitado numa espécie de marquesa/maca, onde terá de ficar imóvel durante a ressonância, entre 30 a 45 minutos.

Depois de estar deitado, o doente é "introduzido" no aparelho de ressonância magnética próximo do local corporal a ser avaliado, de modo a ampliar o sinal e melhorar a qualidade da imagem.

A maca é móvel e desliza para dentro do equipamento, que possui um "íman" de grandes dimensões e antenas de onda de radiofrequência, úteis para a reconstrução da imagem do local seleccionado.

Em alguns casos utiliza-se um contraste para melhorar a resolução das imagens obtidas.

Ressonância Magnética com Uso de Contraste

O gadolínio é um tipo de contraste que é administrado por via intravenosa e que amplia os sinais encontrados nas estruturas com fluxo sanguíneo, ajudando a clarificar a presença de tumores ou inflamações.

Este tipo de exame é desaconselhado a doentes que sofram de insuficiência renal grave, devido à exposição e uso do gadolínio. Doentes com clasutrofobia podem ter dificuldade em realizar este exame.

 

Preparação do Doente antes da Ressonância Magnética

A ressonância magnética tem de ser feita com o doente em jejum de 3 a 6 horas, consoante a finalidade do exame. É ainda necessário que o doente retire todos os objectos metálicos presentes no corpo. 

Quais são os Riscos Associados à Ressonância Magnética?

Não existem riscos directos associados a este exame, contudo alguns cuidados devem ser tomados; deve informar o seu médico se tiver:

  • Claustrofobia (pode ser necessário, por exemplo, prescrever um tranquilizante);
  • Dores de costas quando deitado (o médico pode administrar um relaxante muscular);
  • Próteses cirúrgicas ou implantes (com alguns destes dispositivos o exame não pode ser feito).

Dr. José Santos Dias

Director Clínico do Instituto da Próstata

  • Licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
  • Especialista em Urologia
  • Fellow do European Board of Urology
  • Autor dos livros "Tudo o que sempre quis saber Sobre Próstata", "Urologia fundamental na Prática Clínica", "Urologia em 10 minutos", "Casos Clínicos de Urologia" e "Protocolos de Urgência em Urologia"

Perguntas Frequentes sobre a Ressonância Magnética Nuclerar

O que é a Ressonância Magnética Nuclear?

icon down

A Ressonância Magnética Tem Efeitos Secundários?

icon down

A Ressonância Magnética tem Alguma Contra-Indicação?

icon down

A Ressonância Magnética é Importante para a avaliação do Cancro da Próstata?

icon down
Referências

Pedido de Marcação de Consulta